Rascunho versos. Neles, sentimentos.

domingo, 13 de novembro de 2011

HOUVE UM TEMPO ... II


HOUVE UM TEMPO… II



E se o tempo do amor passou,
certamente não me abato.
Mas pergunto-me: onde falhou?
não há respostas: é fato!

Saio em busca de novos sabores,
paladares do meu agrado;
perfumes com outros frescores
que estimulem o olfato.

Não me furto às experiências
que despertem novos contatos.
A visão de prontidão
à procura de olhares ao acaso.

Assim a vida retoma
o rumo por mim traçado:
amores e poesia
um destino feliz que abraço.


©rosangelaSgoldoni
14 11 2011
RL T 3 333 082

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!