Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

PASSARELA DE ANO NOVO




Rotação,
translação,
paralelos
imantados.
Movimentos
em marés e
lunares encantados.
Cantares de verão
em fogos de ilusão do novo.
Volta-se o calendário ao passado.
Renovados!

©rosangelaSgoldoni
27 12 2018
RL T 6 537 739

domingo, 23 de dezembro de 2018

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

ALVOROÇOS DE VERÃO



Cigarras em festa
anunciam:
o verão vem aí....
zizizizizizizi...
O jardim alvoroçado
esmera-se em cuidados:
gerânios e dálias,
lírios do dia
acenam em brotação.
Manifestas vibrações solares
encantam-se com a seresta da próxima polinização.
Floração alinhada ultrapassada por
abelhas em busca do néctar
em estival gestação.
Seguem cantando até que o sol
adormeça primavera e desperte incandescente.
zizizizizizizi...

©rosangelaSgoldoni
17 12 2018
RL T 6 531 946

sábado, 15 de dezembro de 2018

DOCE DE MÃE



Nas cascas do abacaxi comprado hoje
recobrei sabores da infância.
Tempos de então,
quase tostão,
frutas eram coisas de quintal.
Ele não!
Ganhava espaço na mesa em tempos de alguma sobra.
Fatiado,
suco ou
no refratário (era o doce gelado).
Cascas de abacaxi limpas e fervidas,
caldo coado engrossado com amido de milho.
Deitado na travessa,
geladeira.
Servido com leite e açúcar salpicado sobre cada fatia.
Hoje senti saudades de mãe que é filha e
de mãe que é mãe.
Afinal, meus filhos também provaram.
Mãe, seu doce tão simples era fina iguaria na minha vida.

©rosangelaSgoldoni

15 12 2018
RL T 6 528 061

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

JOÃO SEM DEUS



Seria este homem um homem de Deus?
Seus ensinamentos e curas seriam de Deus?
Seria um falso profeta ou
o anticristo em apocalíptica festa?
Silêncios que se revelam em acusações além da mística confessa.
Professa milagres,
alardeia curas,
o homem culpado
pelos curados sem culpa.
Oh Senhor dos inocentes e indefesos,
protegei a fé que os ampara,
a credulidade que os sustenta,
a crença que não se abala.

Hosana nas alturas!

©rosangelaSgoldoni
11 12 2018
RL T 6 524 808

domingo, 9 de dezembro de 2018

PARA JÚLIO, FERNANDA E ROLF


JÚLIO
Virás em paz num provável março
de ansiedades e esperanças.
Alianças entrelaçadas
abençoadas pelo voo do beija-flor!
A grande Luz te envolverá ao primeiro choro
de vida sob o refletor da hora (in)esperada.
E todos ouvirão:
aquietai-vos,
Júlio nasceu!
©rosangelaSgoldoni
Niterói, 09 12 2018
RL T 6 522 434

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

CEIA DE NATAL





Singela ou sofisticada,
não se preocupe.
O importante é a presença do Aniversariante à mesa.
A festa é para Ele
que não pediu muita coisa.
Pão e Vinho,
Respeito e Carinho
Fé e Solidariedade,
Acima de tudo,
Caridade!

Feliz Natal!


©rosangelaSgoldoni
09 12 2010
RL T 2 663 328

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

UM ABRAÇO QUE SE PERDEU (em memória de Arthur da Távola)



Na Távola,
o Artur das Letras
percebia, entendia e escrevia
com a sensibilidade afinada às emoções
do quotidiano feminino.

Ele nas minhas leituras diárias dos jornais.
Crônicas em recortes dobrados na carteira.
Seu texto a me confortar.

Dele uma grande saudade:
guardo o abraço que não lhe dei
quando caminhava na Av. Erasmo Braga.
Eu, simplesmente congelada,
recuei.
Chorei sua partida uma semana depois.

©rosangelaSgoldoni
04 10 2018
RL T 6 518 329

Arthur da Távola faleceu no Rio de Janeiro, no dia 09 de maio de 2008.
O quase abraço deu-se na semana anterior.