Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

FILHOS E PARTIDAS




Parte o terceiro filho, sonhos além,
à nova morada  em ciclos de vida;
casal enlaçado do amor são reféns,
entregam-se ao novo, paz incontida.

Assim vão-se os filhos que não se detém,
cantou o poeta das pombas alaridas;
compartem suas asas, braços de alguém
 acaso, destino das flores colhidas.

O coração de mãe que se inquieta
refaz-se em júbilo, sorriso em festa,
traz alegria estampada na face

Vive sua vida, netos à espera;
prontidão de sorrisos, portas abertas,
idade feliz nos laços dos enlaces.

Rogoldoni
23 10 2017
RL T 6 157 337

domingo, 22 de outubro de 2017

NATUREZA PRANTEADA




Ouço o crepitar dos galhos.
Uma língua de fogo escorre por entre o verde.
A mata em chamas pede socorro.
Choram árvores,
fauna e
flora,
o humano assistente.
Chama devoradora
num piscar de ventos.
A nuvem passa, ao longe, distraída.
Foram-se as esperanças do dia!
O lamento das seriemas ecoou num vazio de penas.*
Os amantes da natureza aguardam ansiosos
por um chuvisco salvador.
Calor que devasta!

©rosangelaSgoldoni
12 10 2017
RL T 6 150 314

 * segundo a crença polular, o canto da seriema anuncia a chuva.


CONVITE: FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE



quarta-feira, 11 de outubro de 2017

sábado, 7 de outubro de 2017

FAMÍLIA E AFINS (Concurso Claron 2017)





Tudo girava em torno da mesa:
amor,
presenças,
afinidades e família.
Farta ou frugal
refeição
alimento e paz,
cordialidade e proteção.
(Re)união!
Hoje,
o pão nosso
em descompasso com o traçado,
destrói nós e laços
predomina o “eu” e seus interesses.
Desagregação!
Família que te penso unida,
ungida e purificada
pelos dons do sagrado,
refaz-te inteira!
Segue o teu destino:
união fraterna
em paz universal!

©rosangelaSgoldoni
20 06 2017
RL T 6 135 232


quinta-feira, 5 de outubro de 2017

MARES E MARÉS



Na madrugada,
mergulharei no teu "Mar da Tranquilidade"
em busca d'algum poema branco
afogado em marés de ansiedade.

texto e foto
rosangelaSgoldoni
06 10 2017
RL T 6 134 296

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

DIVERSIDADE DE VIVER (Infanto-Juvenil)




Preconceito
Desrespeito
Segregação
Abra o peito ao seu irmão.
Religião.
Estenda a mão
Cor?
O negro da mãe África nos gerou.
O Deus que nos ungiu assim ditou:
Não matarás!
Não menospreze as diferenças
que existem nas flores ou frutas;
na fauna abundante;
na vida pulsante.
Quem pensa tem opões!
Pense e repense suas decisões.

DIVERSIDADE DE VIVER!

©rosangelaSgoldoni
02 10 2017
RL T 6 131 443

Texto publicado na Antologia Infanto-Juvenil Poemas à Flor da Idade, Gente de Toda Cor, Editora Somar, POA RS 2017

domingo, 1 de outubro de 2017

NÃO ESPERO AVIÕES





Não, não espero aviões,
muito menos soluções!

Quero a sua presença,
pois a saudade é intensa!

Não, nossos olhos não negam,
quando se cruzam e se entregam!

Me entristeço quando não estou
e, sei que você me procurou!

Não, não quero exclusividade,
somente a nossa verdade!

Não quero você para mim,
quero que o nosso caso não tenha fim!

©rosangelaSgoldoni
30 03 2009
RL T 2 568 891