sexta-feira, 23 de outubro de 2020

NOS 21 ANOS DE UM BRINDE À POESIA EM NITERÓI


 

Quase um Bolero



Um depois indefinido,

revestido de otimismo

aguarda-me no calendário.

 

Hoje sou esperança

enquanto folheio lembranças

de um passado noutro cenário.

 

O presente desembrulhado

revelou-se retardatário

nas delicadezas do viver.

 

O tempo parado no tempo

deixando sem argumento

os ponteiros do compreender.

 

Transbordando impaciências,

adiando sonhos, projetos,

sem saber se hoje exagero

reinvento-me num quase bolero:

amanhã eu vou,

amanhã eu quero!

 

©rosangelaSgoldoni

18 10 2020

RL T 7 094 627


sexta-feira, 16 de outubro de 2020

NOTAS PERFUMADAS DE MULHER



Tenho sim

um tanto reservado de mim.

Em pequenos e

delicados frascos,

sem etiquetas,

aromas

em frescor de viver.

Cítricos,

amadeirados

ou

florais,

retocados

a cada estação:

nada que siga um padrão.

Essências renovadas em notas de ser

humana e mulher!

 

©rosangelaSgoldoni

15 10 2020

RL T 7 089 206


domingo, 11 de outubro de 2020

CRIANÇA, BERÇO E RENOVAÇÃO (quase uma oração)




Criança,

nascimento em luz do não saber,

aprender é o seu primeiro exercício.

Cuidados e sorrisos,

o toque macio do aconchego,

bons exemplos e o constante da repetição.

Orientação em crescente,

atenção que providencie

respeito, carinho,

abrigo, higiene, roupa e pão.

Educação!

Há os berços desprotegidos do futuro,

apesar das declarações e estatutos,

sofrem maus-tratos e violência,

distancia-se da esperança do amanhã!

Senhor,

cuida para que a fome, a guerra e a maldade

não destruam sua inocência e

não se percam do aprendizado.

Acolhe a renovação desses berços desprotegidos.

 

©rosangelaSgoldoni

11 10 2020

RL T 7 085 270


terça-feira, 6 de outubro de 2020

BENDITO SORRISO


 

Recordando os sorrisos vividos,

tantos,

tamanhos,

personalizados;

verdadeiros

ou

dissimulados;

hoje a inocência me basta!

O seu

que não desconfia da vida,

infância e pureza imaculada,

meu anjo sem asas...

Semente multiplicada

em neto

bendiz a minha jornada.

 

©rosangelaSgoldoni

06 10 2020

RL T 7 081 059


quarta-feira, 30 de setembro de 2020

OUTUBRO RENOVADO

 

Janeiro em festa de férias e do sol.

Fevereiro e o carnaval.

Março, assustado, recolheu-se entre máscaras e quarentenas.

Resistência motivada até setembro.

Que outubro seja bendito e bem vindo em renovação de

esperanças de cura ao coronavirus.

Assim seja até que a vacina nos solicite os braços e

a agenda da vida siga seu curso de normalidade conceitual.

 

©rosangelaSgoldoni

30 09 2020

RL T 7 076 453


domingo, 27 de setembro de 2020

Rede Sem Fronteiras Feira do Livro de Lisboa ( Realese)

 



A Rede Sem Fronteiras promove escritores brasileiros na

 90.ª Feira do Livro de Lisboa

Fonte: Assessoria de Imprensa

 

A Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), em coordenação com a Câmara Municipal de Lisboa, com o objetivo de promover o livro e os hábitos de leitura, realizou a 90.ª Feira do Livro de Lisboa. Com uma intensa programação para toda a família, visitantes portugueses e de países vizinhos puderam participar daquele que é um dos maiores eventos do panorama cultural europeu.

Durante 18 dias (de 28/08 a 13/09), os livros voltaram a encher o Parque Eduardo VII, por meio de 310 pavilhões, 117 expositores e 638 marcas editoriais (chancelas) presentes. Dentre os expositores, estava a Rede Sem Fronteiras, com suas duas editoras: Editora Rede Sem Fronteiras (com sede no Brasil) e a recém-fundada Editora Letras Graciosas (com sede em Portugal), além da representatividade de 60 autores independentes e 103 coautores, parceiros da Rede Sem Fronteiras. Representando o Estado do Rio de Janeiro, estava o escritor parceiro, ROSÂNGELA DE SOUZA GOLDONI, que teve a sua produção literária apresentadas pela Diretora Executiva da Rede Sem Fronteiras, Dyandreia Valverde Portugal.

A Rede Sem Fronteiras, mais uma vez, fomentou a cultura lusófona, divulgando e promovendo escritores além-fronteiras. Foi lançada, na ocasião, a Coletânea Sem Fronteiras pelo Mundo... Vol. 5, que conta com as produções de mais de 100 coautores lusófonos. A obra foi presenteada a importantes e significativas autoridades que visitaram o estande como o Presidente da República de Portugal, o Ilmo. Sr. Marcelo Rebelo de Sousa; o Magnífico Reitor Honorário da Universidade de Lisboa, Dr. Antônio Sampaio da Nóvoa; o Diplomata da Embaixada do Brasil, Sr. Primeiro-Secretário Igor Trabuco, Chefe do Setor Cultural da Embaixada; o Sr. Bernardino Fonseca, Presidente da Casa das Beiras de Portugal, que apresentou, com sua sanfona portuguesa, um pouco da cultura lusitana para os convidados do estande. Além de jornalistas e escritores portugueses.

Rede Sem Fronteiras é uma entidade cultural que desenvolve e divulga a cultura brasileira e lusófona em todo o território nacional brasileiro e para leitores de língua portuguesa residentes em mais de 20 países do mundo, nos cinco continentes, com o lema: “Juntos, somos mais fortes!” Seu objetivo é promover, difundir e fomentar a cultura e a produção de seus membros, além-fronteiras, por meio de projetos literários e culturais, eventos e parcerias com Universidades, Fundações, Associações, Academias e entidades afins. Inscrições para as próximas coletâneas e para a Feira do Livro de Lisboa 2021, já estão abertas. Para mais informações: contato@redesemfronteiras.com.br.

Em anexo, imagens ilustrativas.

Crédito: Acervo Rede Sem Fronteiras


Diplomata da Embaixada do Brasil, o Primeiro-Secretário Igor Trabuco.


Dyandreia Portugal no Estande.


Magnífico Reitor Honorário da Universidade de Lisboa.


Bernardino Fonseca, Presidente da Casa das Beiras.


Sr. Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Souza.