RASCUNHOS DA ROGOLDONI

Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

COPACABANA



Mar em lágrimas.
Calçada afrontada.
Sal (des)tempero.

©rosangelaSgoldoni
19 01 2018

RL T 6 230 906


Haicai num misto de natureza e tristeza.
Um automóvel desgovernado atingiu pessoas no calçadão na noite de 18 01 2018.
Um óbito e feridos graves.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

A ÚLTIMA VIAGEM






Levou consigo os sobressaltos,
latidos,
freadas,
insônias,
expectativas.
As estradas esvaziaram-se do mistério que o envolvia
libertando-o dos tormentos e fragilidades.
Vivia a realidade nua e crua
no além da fatalidade.
Ela sobreviveu sem condolências!

©rosangelaSgoldoni
15 01 2018
RL T 6 227 259

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

ROSAS E MARGARIDAS



Bem-me-quer?
Malmequer?
Cansada de desfolhar margaridas
presenteio-me com rosas todos os dias!

©rosangelaSgoldoni
09 01 2018

RL T 6 222 774

domingo, 7 de janeiro de 2018

(A)DEUS




Naquela manhã
o céu encobriu-se de tristezas.
Aquele amor que só pode ser
ousadia,
fantasia,
uma tela surrealista,
partiu ao encontro do Julgador.
Quem tantos corações machucou
sentiu o extravasamento da alma em desespero:
ultrapassou sua última fronteira.
Ficaram seus versos e este poema de adeus.

©rosangelaSgoldoni
07 01 2018
RL T 6 219 946

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

ESPERANÇA




Quando nasce uma flor de cacto, 
a vida se renova em esperanças.

©rosangelaSgoldoni
01 01 2018
RL T 6 216 723

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

CERTIFICADO



MÃOS À OBRA



A cada ano,
novas sementes!
O jardim se expande em cores,
energias,
promessas sempre-vivas!
Esperanças sobrevoam atentas
ao tempo de colheitas.
A cada gota de orvalho,
borboleta ou abelha bem-vindas;
trabalho, saúde, abraços,
a gratidão renovada no amanhecer.
Mãos à obra Divina!

©rosangelaSgoldoni
02 01 2018

RL T 6 216 100