Rascunho versos. Neles, sentimentos.

domingo, 27 de novembro de 2011

FACES DAS MINHAS SAUDADES



Minhas saudades  têm muitas faces,
alguns odores
e muitos disfarces.
Saudades da  boneca que não tive,
do cheiro da merenda na frasqueira.
Saudades do travesseiro do meu pai;
dos limites impostos por minha mãe:
incompreensíveis na tenra idade,
mas entendidos na contiguidade
de uma vida em formação.
Saudades das festas juninas
e brigas com meus irmãos;
das frutas colhidas no pé
ao alcance das minhas mãos;
dos filhos, que pequeninos,
demandavam  minha atenção.
Do amor que não pude viver:
este,
camuflado em camas ardentes
e vividos intensamente.
Vagueio por entre saudades,
com certa tranquilidade;
pois as que ferem realmente
são  as daudades do presente!

©rosangelaSgoldoni
27 11 2011
RL T 3 359 676
Publicado na Antologia Mulheres Fascinantes II, 2013 Editora Delicatta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!