Rascunho versos. Neles, sentimentos.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

COISAS QUE A MENTE ARQUITETA


Continuo bicho do mato:
colhi algumas flores
mas não encontrei o abraço.

Ainda quero ser pássaro:
voar, voar bem alto,
atingir o infinito
ou, quem sabe,
naufragar no espaço.

Busco algumas certezas,
mesmo que meu caminho
seja um tapete de incertezas.

Quem sabe uma estrela-guia
devolva a minha alegria ?
Ou a magia das fadas
traga-me a pessoa amada.
Construções de uma quase poeta:
coisas que a mente arquiteta.



©rosangelaSgoldoni
30 06 2011
RL T 3 065 803

2 comentários:

  1. A mente do verdadeiro poeta constrói coisas que só ela consegue arquitetar.

    Nem por brincadeira deves te menosprezar. Tua poesia é de uma beleza e solidez irrefutáveis.

    ResponderExcluir
  2. Só posso agradecer e dizer que fico feliz com o seu comentário.
    Brevemente numa Antologia em Campinas.
    Selecionada para outra em São Paulo.
    Os poemas caminham e eu vou atrás!
    Abraços

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem-vindo!