Rascunho versos. Neles, sentimentos.

terça-feira, 7 de junho de 2011

ATÉ QUALQUER DIA!



Seu cheiro ainda está pela casa:
Que droga, que coisa sem graça!

Deliro diante da ausência,
Do ontem ficou a essência!

Os lençóis, ainda na cama,
aguçam meu faro:
é fato!

Me viro do avesso
e esqueço.

Deixa rolar,
o tempo passar,
a vida avançar,
você se apressar,
ou não.

Até qualquer dia:
sem hora marcada,
te espero acordada!



©rosangelaSgoldoni
maio de 2010
RL T 2 434 946

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!