Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

"A VELHICE PODE SER BELA?"


Deparo-me com um fragmento
de texto da Lya Luft
que transformo numa interrogação.
Preocupa-me esta querela.
Na verdade, o limite de beleza é imposto pelo “eu”.
Quanto a mim, que estou quase a chegar,
não sei o que pensar.
Sem sustos, 58 fiz,
apesar de ainda tentar ser feliz.
Mas sessenta, me desorienta.
E a minha independência?
Meu habeas-corpus,
cassado sem recursos protelatórios?
Aceito embargos à minha declaração,
o que não impedirá que a ação do tempo,
em algum momento,
seja declarada extinta.

©rosangelaSgoldoni
16 07 2011
RL T 3 098 275

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!