Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sábado, 23 de julho de 2011

MEU PRAZO DE VALIDADE



MEU PRAZO DE VALIDADE

Tenho prazos de validade,
não na embalagem,
mas no coração.

Ele finda quando  canso,
não há mais qualquer encanto,
que me prenda à exaustão.

E mudo de cidade,
renovo minha paisagem,
bato pernas até cansar.

Em busca de perspectivas
de uma vida mais colorida
e meu prazo revalidar.

Hoje peguei a estrada,
mais uma vez troquei a casa,
mas não muda o meu coração.

©rosangelaSgoldoni
23 07 2011
RL T 3 114 596

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!