Rascunho versos. Neles, sentimentos.

terça-feira, 26 de julho de 2011

O CALOR DA MINHA CAMA



O CALOR DA MINHA CAMA

Você chegou de mansinho,
sei o que veio  buscar:
o calor da minha cama
e a paz que ela pode lhe dar.

Tornamo-nos bichos ferozes,
tanto a compartilhar;
uma atração sem retoques,
esssência rara no ar.

Sem termos horas marcadas
nosso tempo é singular;
só quando você vai embora
fico sozinha a pensar:
se assim a vida o quer,
também quero e assim será!

©rosangelaSgoldoni
22 07 2011
RL T 3 119 982

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!