Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

LUA NA PASSARELA




Hoje a lua está triste,
não surgiu na minha janela;
perdeu-se do próprio brilho
que instiga amantes em idílio
e alimenta a veia poética.
Sem identidade,
por nuvens encoberta,
deitou-se entre cometas
que passeavam à espreita
de nebulosas reflexas.
Amanhã, quem sabe, as nuvens
esgotem suas cisternas
e a lua despida de chuva,
retome sua passarela.
 
©rosangelaSgoldoni
30 07 2012
RL T 3 805 687


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!