Rascunho versos. Neles, sentimentos.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

INSONIA II




Durmo quando o mundo acorda.
Uma inversão desgastante,
Certamente isso incomoda
Mas não deixa de ser instigante.

O negror da noite libera
Os mais doces aromas no ar
Melodias que me interessam
Descobertas sutis a provar.

Mas o galo, este com pressa,
Por instinto põe-se a cantar.
Recolho minhas letras impressas
Meu destino agora é sonhar.


©rosangelaSgoldoni
22 03 2011
RL T 2 871 828

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!