Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

FAXINA COMO ROTINA








Mágoa não guardo em meu peito,

por mais esfarrapado e insatisfeito.

Onde reside meu coração

a faxina é rotina:

água limpa e esfregão,

aromatizante de plantão!

Às vezes, por insuficiente,

um produto mais potente

resolve o impasse:

um detergente da marca

PERDÃO!

Sei que você desconhece

o que estou a escrever,

suas atitudes conferem

atestados de mal proceder.

Assim, para me reconquistar,

há que se reeducar

nos bancos da emoção:

eu professora atenta,

você, discípulo, por opção.



©rosangelaSgoldoni
20 01 2012
RL T 3 451 770

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!