Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

SORRISOS AO ACASO





Estou na fase do descarte,
desfazendo-me dos entraves,
reciclando a emoção.

Não repetirei cansei;
na verdade, enjoei
de mentiras e lamentações:
não sou muro de pregações.

Quero gente feliz a meu lado,
que me faça sorrir ao acaso;
para dividir energias
e não sugá-las, como de rotina.
Uma sucção consentida,
onde não há retorno ou guarida.
Agora considero-me prioridade,
amigos e poesia estandarte,
baluartes dos quais não abro mão.

©rosangelaSgoldoni
17 10 2011
T 3 282 457

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!