Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sábado, 22 de outubro de 2011

BEIJO ROUBADO






Sem vergonha ou qualquer cerimonia,
com esse jeito que é todo seu,
foi entrando sem ser convidado:
em seus braços me prendeu.

Em seguida, um beijo roubado.
Eu  perdida, um certo receio...
entreguei-me de olhos fechados,
na verdade, o mais puro anseio.

Um clarão envolveu-nos em brasas,
aproveitamos aquele ensejo:
era tempo de desatar
o nó górdio do nosso desejo.


©rosangelaSgoldoni
22 10 2011
RL T 3 291 503

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!