Rascunho versos. Neles, sentimentos.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

ONDE ESTARÁ O MEU AMOR?




Depende do tempo,
da  nossa discórdia,
dos ventos que sopram
a favor da concórdia.
Depende da lua,
da garoa indecisa,
dos meus bons humores
ou da sua bebida.
Depende de tudo,
depende de nós,
às vezes do escuro
ou de alguns girassóis.
Tão perto, tão longe,
nem eu acredito;
é chegada a hora
do meu veredicto.
Lamento a sorte
deste amor infinito,
não espero a noite,
não és mais bem vindo!

©rosangelaSgoldoni
25 10 2011
RL T 3 298 265

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!