Rascunho versos. Neles, sentimentos.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

PAIXÃO INDEFESA





Quando disse que não te amava, menti!
Quando disse que te esqueceria, blefei!
Tolices de um coração magoado,
desgastado pela desilusão.
Questão de defesa
de uma paixão indefesa;
delírios não assumidos
mascarados pela razão.
Ah, a razão ....
Discussão de filósofos,
cada qual com suas verdades
e eu me perco nas realidades
que permeiam a discussão.
Mas neste poema professo:
quem te ama é um poeta,
que se alimenta de sonhos
e entende que ser feliz
 não tem por missão !

 ©rosangelaSgoldoni
24 09 2011
RL T 3 258 393
Publicado na Antologia Café com Verso, Volume II, Editora Futurama, SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!