Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

MEU DONO E SENHOR


Quando ultrapassas minha porta,
sem cerimônia ou pudor,
sei que no fundo apostas
ser o meu dono e senhor.

E eu com um nó na garganta,
disfarço o anseio da espera,
o medo em mim se agiganta
e o meu coração acerlera.

Mas se o seu olhar me procura,
sou totalmente entrega;
chispam fagulhas e luxúrias,
um enorme clarão reverbera:
assim, muito além do horizonte
há sinais da mais linda quimera.

©rosangelaSgoldoni
10 10 2011
RL T 3 269 498

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!