Rascunho versos. Neles, sentimentos.

terça-feira, 6 de março de 2012

NÃO PRECISO DE UM DONO




Quem disse que te pertenço?
Não sabes o que estás a dizer.
Sou livre qual passarinho,
em gaiola não sei mais viver.

Não preciso de um dono:
tenho asas fortalecidas!
Basta-me um dengo gostoso
mas dispenso o dia a dia.

Não preciso de um dono,
apenas do amor, a magia!

©rosangelaSgoldoni
06 03 2012
RL T 3 539 072

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!