Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 12 de março de 2012

A VIDA QUE EU QUERIA



A vida anda
e a ousadia me acompanha:
estampa  minha face.
Pelas ruas, pelos bares,
já posso dispensar os pares.
Não que me baste,
mas a energía se renova
e permito-me prazeres
antes inimagináveis:
uma chuva de granizo,
um temporal ao acaso,
um chope na Paulista
(segunda sem lei)
sem culpas ou marasmos.

Vivendo a vida
do jeito que eu queria,
meus fantasmas partem desacreditados.

©rosangelaSgoldoni
13 03 2012
RL T 3 551 007

Publicado na Antologia “Poemas à Flor da Pele”, volume 5, 2012

Editora Somar Porto Alegre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!