Rascunho versos. Neles, sentimentos.

domingo, 18 de março de 2012

DELÍRIOS DE UMA FALSA CIGANA



Ontem me vesti cigana.
Sim, festa à fantasia.
Usei roupas coloridas,
expressivos badulaques.
Assumo, não foi fantasia,
simplesmente  projeção
de um momento verdade:
sou navegante à cata de novidades.
Busco um porto seguro,
tenho lanterna para o escuro
do porão das minhas saudades.
Santa Clara me acompanha
protegendo-me das artimanhas
e delírios da solidão.
Que seus lenços me envolvam
clareando minha visão.
Destine-me paciência,
um tanto de persistência
e, como penitência,
arroubos de uma nova paixão.
©rosangelaSgoldoni
18 03 2012
RL T 3 561 188

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!