Rascunho versos. Neles, sentimentos.

domingo, 18 de dezembro de 2011

DESFAZENDO IMPASSES



Desfazendo Impasses 

Coitado do homem
que se autovitima na escuridão.
Coitado do homem
que se sufoca na religião.
Coitado do homem
que cala sua boca frente à opressão.
Coitado do homem
que se autoflagela pela ambição.
Acorda!
Levanta!
Reage!
Desfaz este impasse
e abrace um um irmão!
Que seja penitência,
amar com veemência,
teu próximo e teu chão!

©rosangelaSgoldoni
15 12 2011
RL T 3 391 145

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!