Rascunho versos. Neles, sentimentos.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

SAMBA CANÇÃO






Sem pedir licença,
aproximou-se.
foi invasão!
Eu desarmada,
perdida da vida,
capitulei!
Dancei
tangos,
boleros,
um samba-canção
que me deixou sem chão !
Às vezes,
tranquilas baladas,
que me punham asas
e feliz flutuava
no céu da ilusão.

Percebi com tristeza,
na hora do fado,
que precisava
de novo compasso.
Escolhi bossa –nova
(sem troças)
prefiro evitar
uma queda de (a)braços.
©rosangelaSgoldoni
01 11 2009
RL T 3 196 024
revisado em 14 07 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!