Rascunho versos. Neles, sentimentos.

quinta-feira, 21 de abril de 2016

MENINA DE PRENDAS



Bordava,
tricotava,
pintava sabonetes.
Encapava cabides, rabos de rato;
opala pele de ovo,
camisa de pagão à mão.
Desmotivada,
a menina das prendas impostas
desprendeu-se das agulhas e alfinetes.
Sobrevoou algumas estantes e bancas de jornais.
Realidade e fantasia desafiavam o seu dia a dia.
Cresceu!
Seduzida pelas dúvidas do viver
acumulou  impressões e sentimentos,
reinventou-se menina  do escrever.

©rosangelaSgoldoni
12 04 2016
RL T 5 612 434

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!