Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

ADEUS À ESCURIDÃO


O sol não fulgura no meu quarto,
as cortinas providenciam a vedação;
os raios que rondam minha casa
esforçam-se para que eu saia da prisão.

Apresso-me em direção à varanda,
absorvo a energia da Criação,
farei das cortinas transparências
libertando-me assim da escuridão.

©rosangelaSgoldoni
12 12 2010

RL T 2 679 213

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!