Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 25 de abril de 2016

LEMBRANÇAS CONSENTIDAS




Anseio pela brisa de maio.
Sopram-me lembranças consentidas.
Num tanto de abril que a detém,
lapso de calendário,
ensaia seu vai e vem de arrepios.
Que venha o frio que me abraça,
o vinho e a taça aguardam junto à vidraça
para um brinde ao passado  e
ao muito que ficou!

©rosangelaSgoldoni
21 04 2016
RL T 5 616 518

2 comentários:

  1. Eu queria chegar no teu MAIO...
    Pra esquentar o teu frio...
    Esqueçamos do passado...
    E vamos preencher nossos vazios.

    Deixe-me caber em ti !

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela presença e comentário, Poeta Carlinhos Bento!

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem-vindo!