Rascunho versos. Neles, sentimentos.

domingo, 18 de janeiro de 2015

PARA UM AMIGO QUE NÃO PERDEU A FÉ



-"Olá, como vai?
-Eu vou indo e você, tudo bem?"

Quantos olás nos demos...
quantos olás deixamos de nos dar...
quantas vezes saímos e dançamos...
quantas vezes deixamos de sair e dançar...
sequer conversar...

Mas a vida não se mede em quantidades,
sentimentos não são mensuráveis:
são guardados e intocáveis.
Antes mesmo das tardes dançantes de domingo,
quantos salões percorríamos sozinhos!
A amizade se fazia presente:
falo sinceramente!

"Mas eis que chega roda viva”...
Longe ficaram os momentos
Maysa e Dolores Duran,
mas continuo sua fã!

No bloco dos sem tempo,
perdemos o estreitamento,
o mundo deu tantas voltas
(a vida ficou meio torta...?!)
com jeito de adiamento.

Ah! o bloco dos sem tempo,
quanto contrassenso!

Apesar de tantos percalços,
continuo sua amiga, ARNALDO
e torcendo por você

"Hoje eu quero a rosa mais linda que houver"
pra te ofertar com carinho e fé !!!

©rosangelaSgoldoni
02 03 2009

RL T 2 448 459
revisado em 18 01 2015 
Publicado na Antologia  Mulheres Fascinantes vol. III 
2015 SP Editora Delicatta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!