Rascunho versos. Neles, sentimentos.

terça-feira, 3 de abril de 2012

CAPRICHOS DE AURORA





Nossas tardes tão improvisadas,
deixaram-nos marcas indeléveis;
felicidade gota a gota destilada
sorvida por desejos incontestes.

Uma história de amor fora de hora,
desprevenidos ante as texturas
de um amor que se impunha sem demora,
exigente de carícias com fartura.

Os ritos sagrados de Aurora,
impedidos: impossível praticar;
vingativa, a Deusa furiosa,
invoca o Sol, seu irmão, a castigar;

Ficarão proibidos para sempre,
separados tal amantes negligentes.

Restaram-nos dois aliados:
Cronos e um futuro improvável!

©rosangelaSgoldoni
04 04 2012
RL T 3 593 355


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!