Rascunho versos. Neles, sentimentos.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

CADEIRA CATIVA






Ontem, ouvindo rádio,
(enfim, a música retornou a minha vida)
tocou aquela antiga canção
que me reporta a você.
Um amor também antigo,
um amor pouco vivido,
que fincou raízes em mim.

Não posso estar com você,
não devo ligar para saber
como o fiz certa vez.
E foi tudo tão suave,
imprevisível,
uma paixão intangível.

Acabou sem querer.
Encontro no momento errado?
Talvez coisas de outros mundos…

Não consigo deixar para lá
porque, dentro de mim,
ainda vive e viverá.
Independente de consentimento,
você tomou um assento
e o tornou cativo.
E eu, com a saudade convivo.

©rosangelaSgoldoni
08 01 2012
RL T 3 606 559

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!