Rascunho versos. Neles, sentimentos.

domingo, 8 de abril de 2012

CANÇÃO DA CHUVA





Inesperada,
chegou sorrateira,
envolveu-me sem permissão:
quanta sofreguidão!
Despenteou-me os cabelos,
transparente fez-me as vestes.
Escorreu-me pelas faces:
adeus aos disfarces!
Lavou-me os pesadelos
livrou-me dos desenredos.

Refez-me liberta e calma!


©rosangelaSgoldoni
12 04 2009
RL T 2 486 854
Publicada na Antologia “Um Universo Ecologicamente Poético”, Iluminuras Gráfica e Editora, página 140, Maceió 2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!