Rascunho versos. Neles, sentimentos.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

OFEREÇO-TE ESTE POEMA






Quisera escrever-te uma carta
sabendo que não receberás tal correspondência.
A caneta rabisca sobre alguns tracejados,
à pauta me faltam palavras e coerência.

O pensamento transporta-me à cama sonora,
ruídos e aromas de um amor em cadência.
O abajur aceso revela-se indiscreto,
testemunha da paixão em total anuência.

Descansados e abraçados, somos languidez.
Acordamos para a vida e nossos problemas,
problemas imaginários tal falsos sudários,
desisto da carta e, em segredo, ofereço-te este poema.

Se um dia seremos plenos e realizados,
só o tempo o dirá, hoje soa a incerteza!

©rosangelaSgoldoni
28 02 2012
RL T 3 525 398
Poesia publicada na Antologia "POETAS FAZENDO ARTE EM BÚZIOS" 2012 Editora Somar


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!