Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sábado, 6 de setembro de 2014

"INDEPENDÊNCIA OU MORTE"


Tela: Independência, Pedro Américo

Primeiro ele disse: “Eu Fico!”,
é certo, não foi por acaso:
pressões o determinaram.
À corte urgia seu filho;
ao Brasil, por José Bonifácio.

Corte e Colônia em conflito,
exigências de toda sorte.
Em meio a cartas e avisos,
do Ipiranga, de sul a norte,
D. Pedro decide conciso:
 - “Independência ou Morte!”
Um brado definitivo
que muda o curso da Hitória.
Brasil, Portugal, amigos:
festejam a paz e a concórdia!  

©rosangelaSgoldoni
06 09 2012
RL T 3 869 317

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!