Rascunho versos. Neles, sentimentos.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

LUA CRESCENTE



Por entre a vegetação
percebo-te crescente,
reclinando-se preguiçosa
num horizonte aparente.

Desaparece misteriosa,
véu de rendas transparentes;
aguardo tua volta gloriosa,
quero-te cheia e resplandescente.

Luz que a poesia decora,
e espraia-se sobre corpos e mentes.

©rosangelaSgoldoni
30 08 2012
RL T 3 857 786


segunda-feira, 27 de agosto de 2012

CORES E HUMORES DE PRIMAVERA




Encontro-me primavera:
caleidoscópio
de
cores,
simetria
de
humores,
em
busca
de
novos
sabores!
Encontro-me primavera:
meu outono
monocromático
tornou-se,
quem sabe,
apático.
Despeço-me
sem
apego
ou
rancores!


©rosangelaSgoldoni
26 08 2012
RL T 3 852 381

sábado, 25 de agosto de 2012

AUTORRETRATO






Barreiras ultrapassei
acreditando-as intransponíveis;
Tantos medos superei
sem "prozacs" ou artifícios.

Dr. Freud se fez presente
com ajuda de amigos;
em Deus acreditei:
uma força indescritível!
Tempos que não desejei
mas passei e refiz os caminhos.

Cicatrizados os maus sentimentos
tratei de purificá-los:
brotaram leves e soam calmos!
Ficou tudo tão distante,
reflete o meu semblante
nestes versos autorretrato.

©rosangelaSgoldoni
25 08 2012
RL T 3 848 981

NÃO FOI POR ACASO...







Quantas vezes, naquele bar,
te esperava...
Olhar sem horizonte,
cerveja a esquentar no balcão!
Mil vezes tracei linhas,
suspirei  nas entrelinhas,
não dei tratos à razão.
Mas,
como tudo tem seu tempo,
também tivemos o nosso.
Quando ultrapassaste a porta
levitei,
fiz charme e dengosa,
declarei  minha paixão!
Suprema ousadia, diriam...
Sem saber, correspondias:
coisas de outros planos...
Um tanto de atrevimento,
gotas de intuição
libertaram-me da ansiedade
e alforriaram meu coração!
 
©rosangelaSgoldoni
25 08 2012
RL T 3 847 976

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

A ROSA LOUCA





Precisa
do meu outono
a rosa louca*
do meu jardim.
Flor
“mutabilis”,**
exuberante,
quase milagre,
sorri pra mim!
Frequentes,
nossos encontros,
são orquestrados
por
querubins.
Descansa
na esperança
de que o outono
não tenha
fim!

©rosangelaSgoldoni
24 08 2012
RL T 3 846 249

*um tipo de hibiscus
**mudam de cor do nascer do sol ao entardecer

Pulicado no Portal BVEC:
http://www.portalbvec.net/Rosangela_Goldoni/



quinta-feira, 23 de agosto de 2012

PRÍNCIPE DESENCANTADO






Se marcasses a hora...
Se chegasses agora...
Certamente não seria feliz!
Meu príncipe desencantou:
a flor, de tão triste, murchou;
viajei para outro planeta.
Mimetismo sentimental:
transmutei-me em borboleta!
Dei adeus à redoma,
orbito em outro sistema
salpicada de poeira de estrelas.

©rosangelaSgoldoni
23 08 2012
RL T 3 845 399


quarta-feira, 22 de agosto de 2012

SETEMBRO




Setembro traga-me flores:
preciso do seu colorido,
agosto de algumas dores,
deixei para trás com alívio!

Renove-me em belas camélias.
também gardênias aceito,
até mesmo uma bromélia
que possa brotar em meu peito!

Flores de cerejeiras,
jabuticabas frondosas,
flamejantes pitangueiras
e azaléas dengosas.

Diante de tantos matizes,
eu quero voltar a sonhar,
apagando as cicatrizes,
buscar dias mais felizes,
com gosto de brisa do mar.



©rosangelaSgoldoni
06 09 2009

RL T 2 475 588

SUBVERTENDO EMOÇÕES




Eu vivo
Eu me divido
Metade é sossego
Metade conflito.

Eu vivo,
Eu me complico
Metade surpresa
Metade previsto.

Eu vivo,
Eu multiplico
Potencializo
A minha expressão.

Eu vivo
Eu simplifico
Eu subverto
As emoções.

©rosangelaSgoldoni
22 12 2010
RL T 2 687 099

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

A CURVA DO RIO



Na curva da estrada
Na curva do rio
Na curva da vida
A vida em um fio.
Na curva te achei
Na curva sorri
Na curva chorei
mas não desisti.

Te espero, te chamo
Imploro, suplico
Teus beijos recordo
Eu sempre persisto.

Quem sabe uma noite
De lua total
Ou mesmo durante
Um temporal
Do nada me surja
E se entregue afinal!



©rosangelaSgoldoni
junho 2008
RL T 2 446 576

PEELING EMOCIONAL



Num tempo de maturidade,
codinome meia idade,
decidi reagir:
acreditar em mim!
Providenciei:
lipo nos sentimentos,
drenagem nos ressentimentos
dermoabrasão nas cicatrizes da alma.
Rejuvenescimento de propósitos,
pequenas incisões nas tristezas,
laser nas deslealdades e falsidades.
Resultados satisfatórios:
mudei por dentro e por fora!
Abusei dos truques por intuição,
estou feliz com minha nova versão!
©rosangelaSgoldoni
14 08 2012
RL T 3 840 037
Publicado na Antologia Mulheres Fascinantes, vol. I, 2012 Editora Delicatta, SP


sábado, 18 de agosto de 2012

UM ENCONTRO MUSICAL (IPIRANGA COM SÃO JOÃO)



Como não idealizá-lo?
Um cruzamento cantado
nã imaginava seu contexto mágico.
Concreto circundado
pela diversidade sociocultural:
realidade das megalópoles impessoais.
Mas São Paulo veio à Luz,
à Liberdade;
rendeu-se à Língua Portuguesa
e a variações sensoriais.
Paulista, 
capitalista,
"passa portes" mundiais.
São Paulo,
comecei com Caetano,
descobrir-te eram planos
que guardava em mim.
Curiosidade aguçada,
despida de preconceitos,
agora pude entender.
Há mais que concreto
em tuas fachadas:
um coração que pulsa forte
para abrigar tantos consortes
e repartir-se em sentimentos.

©rosangelaSgoldoni
18 08 2012
RL T 3 836 786


quinta-feira, 16 de agosto de 2012

UM LUGAR QUALQUER



Um lugar qualquer...
Onde possa existir
um sopro de liberdade
e somente o amor a fluir.

Um lugar qualquer...
onde a Paz seja infinita,
redefina a jornada
e tinja-se de ametistas.

Um lugar qualquer...
Mesmo além do horizonte
que alguém me apresente
e o amor não se confronte

Beber água na fonte
e, simplesmente, ser feliz!

 ©rosangelaSgoldoni
01 02 2011
RL T 2 766 625


quarta-feira, 15 de agosto de 2012

PONTO DE EQUILÍBRIO






Sobram-me:
Palavras
Inúteis;
Sonhos
Submersos,
Paixões
Inadiáveis;
Versos
Controversos.
Procuro,
Urgentemente,
Um
Ponto
De
E
  QUI
        LÍ
          BRIO!
©rosangelaSgoldoni
15 08 2012
RL T3 832 635
Publicado na Antologia Mulheres Fascinantes vol I, 2012, Editora Delicatta, SP


terça-feira, 14 de agosto de 2012

FORAM-SE AS MADRUGADAS






Despeço-me das madrugadas
por precaução e bom senso.
Não quero alimentar
o que rotulo de contrassenso.

Despediu-se o nosso amor
num discurso reticente...
No entanto meu ponto final
foi definitivo e experiente.

Acertados os ponteiros,
compassado o coração,
meu destino é o travesseiro
e o porvir em minhas mãos.

©rosangelaSgoldoni
25 07 2012
RL T 3 829 080

LUARES




Luar de agosto,
de todos os meses,
são sempre luares
de gozo e de êxtase.

Luar de estações,
sem ponto finais,
luar que transforma
humores e ais!

A lua menina,
a lua senhora,  
inspiração feminina
do anoitecer à aurora.
 
©rosangelaSgoldoni
14 08 2012
RL T 3 829 961

domingo, 12 de agosto de 2012

UM BEIJO EMPRESTADO





Não,
não quero seu beijo emprestado,
muito menos locado,
ele tem que ser meu.

Mais que posse,
propriedade,
sem escrituras ou validades,
selos de legitimidade,
este beijo é só meu!

Não aceito condomínio,
não partilho bens ou domínios,
não devolvo o que me deu.
Esse beijo é só meu!

©rosangelaSgoldoni

04 04 2011
R L  T 2 888 333

MEU PAI




MEU PAI

Quisera fazer um poema
que festejasse meu pai:
ele, a própria festa ,
alegria e muito mais!

Carinho, perseverança,
relembro seu assobio
(sua marca registrada)
- meu pai está a caminho!

E quando demorava,
a saudade tomava conta,
correndo eu abraçava
seu travesseiro com a fronha,
e dizia bem baixinho:
do meu pai tem o cheirinho.

O tempo desgovernado
também nos desgovernou,
levou-o pra longe
onde sua estrela firmou.
Sempre estará ao meu lado,
o calor do seu abraço
nunca se dissipou.


©rosangelaSgoldoni
07 08 2011
RL T 3 147 268

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

CAIXA DE PRESENTES






Quando bate a saudade,
abro com tranquilidade
minha caixa de presentes.
Delicadamente embrulhados,
identificados,
carinhos, beijos e abraços
conservam seu frescor.
Minha caixa não comporta desgostos.
Estes, quando surgem,
sem demora,
delego-os à Pandora.

©rosangelaSgoldoni
04 08 2012
RL T 3 822 743