Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

A CURVA DO RIO



Na curva da estrada
Na curva do rio
Na curva da vida
A vida em um fio.
Na curva te achei
Na curva sorri
Na curva chorei
mas não desisti.

Te espero, te chamo
Imploro, suplico
Teus beijos recordo
Eu sempre persisto.

Quem sabe uma noite
De lua total
Ou mesmo durante
Um temporal
Do nada me surja
E se entregue afinal!



©rosangelaSgoldoni
junho 2008
RL T 2 446 576

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!