Rascunho versos. Neles, sentimentos.

domingo, 12 de agosto de 2012

MEU PAI




MEU PAI

Quisera fazer um poema
que festejasse meu pai:
ele, a própria festa ,
alegria e muito mais!

Carinho, perseverança,
relembro seu assobio
(sua marca registrada)
- meu pai está a caminho!

E quando demorava,
a saudade tomava conta,
correndo eu abraçava
seu travesseiro com a fronha,
e dizia bem baixinho:
do meu pai tem o cheirinho.

O tempo desgovernado
também nos desgovernou,
levou-o pra longe
onde sua estrela firmou.
Sempre estará ao meu lado,
o calor do seu abraço
nunca se dissipou.


©rosangelaSgoldoni
07 08 2011
RL T 3 147 268

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!