Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

O MARTELO DO SAPO





Sapo-martelo na horta
martela o coco caído no chão;
sapo martelo tem sede,
precisa beber das águas do anão.
Anão coqueiro hidratado
pra suportar o calor do verão;
verão que chega sem hora
ressecando as águas do ribeirão.
Sapo martelo a chorar...
Ó chuva, dê-lhe atenção?

©rosangelaSgoldoni
13 11 2015 TF SMM
RL T 5 447 688

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!