Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sábado, 7 de novembro de 2015

DO FARDO À FELICIDADE




Aquele amor transformou-se num fardo:
doíam-lhe os dardos a perfurar o coração.
Sonhou abraços que sufocassem
suas lágrimas absorvidas pelo deserto do seu chão.
Mistério divino,
sentiu-se ungido
pelo anjo protetor.
Sussurro em silêncio latente:
liberta tuas mágoas
antes que te tornes um escravo da solidão!
Aquieta-te,
há um mar de versos
a ser desbravado nos domínios de Afrodite.
Recolhe o poema do dia a dia e parte ao encontro da felicidade.

©rosangelaSgoldoni
29 10 2015
RL T 5 431 524


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!