Rascunho versos. Neles, sentimentos.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

MUITO ALÉM DE PASÁRGADA






Muito Além de Pasárgada

Quisera viver em Pasárgada,
tal Bandeira sonhou.
Mas voltando à realidade,
minha vida em debate,
acho que o tempo passou.

Apenas um refúgio
onde exalto o crepúsculo
verdadeiramente concretizei.
Não sou amiga do rei
nem alcanço os  jardins persas:
edito minhas próprias leis.

Lá, amigos plebeus
alegram-me com suas conversas
e entristeço-me na hora do adeus.

Adeus aos jardins encantados,
que não são imaginários,
gardênias, hortênsias e rosas
convivem harmoniosas.

Tem noites em que fico triste.
Não tenho o homem que eu quero,
mas tem alguém que espero
- aquele que Deus me deu -!

Meu refúgio me aconchega,
a cada volta uma festa
e um exercício de paz!

Rogoldoni
07 03 2010
Revisada em 16 06 2014

RL T 2 508 661

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!