Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

LIBERDADE POR INSTINTO




Azul que te quero celeste,
pontilhado de pássaros silvestres
ou condores em busca de aventuras.

Aves silentes ou estridentes,
passeiam, gorjeiam salientes,
meus olhos regozijam-se com a moldura.

Ó pássaros, liberdade por instinto,
vossas cores embriagam-me absinto,
poesia garimpada nas alturas.

©rosangelaSgoldoni
04 10 2012
RL T 3 940 391


Um comentário:

Seu comentário será bem-vindo!