Rascunho versos. Neles, sentimentos.

domingo, 24 de abril de 2011

DESPERTANDO A CORAGEM





 
Tristezas que vem e que vão,
nos termos do velho jargão,
meu dia a dia: realidade!


Minha escola de samba é a vida,

um enredo sem tema ou harmonia,
uma simples e loquaz verdade
Passo em branco pela avenida,
o estandarte tremula, não vibra,
redefino minha identidade:

Quero plumas e paetês,

aplausos, embriaguês
cansei da sobriedade.

Ao inferno a mansidão.
Dê seu jeito coração,
determina a minha vontade:
reaprende o que é CORAGEM!

24 04 2011
©rosangelaSgoldoni
RL T 2 928 898

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!