Rascunho versos. Neles, sentimentos.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

DEVANEIOS DE OUTONO




Chuva miúda e noturna...
Exalam aromas da terra agradecida e saciada.
A poeira assentada
dorme tranquila.
A rosa queimada,
aliviada,
suspira!
A grama embriaga-se até a última gota.
Natureza em devaneios de outono
pranteada de orvalho.

©rosangelaSgoldoni
22 10 2016

RL T 5 970 084

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!