Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

CINQUENTA E TAL



Estou chegando lá...
Percebo as mudanças.

Até hoje a idade não me pesou
mas venho me perguntando ultimamente:
o que sentirei quando fizer sessenta?

Bem, de terapia não tenho medo,
não é segredo!
Se vou mudar?
Não creio: nenhum receio!

Hoje levei um tombo,
ralei o joelho, claro,
sinal de alerta!
E entendi que é preciso cautela.

Mas não abro mão do salto,
do creme que engana
nem mesmo da dança.

Sinalizo-me:
fique mais esperta,
desacelerar é preciso.

Mas a Terceira Idade
já é forte demais para mim:
soa ruim!

Pretendo lá chegar.
Me entregar?
Vou aguardar!

©rosangelaSgoldoni
02 06 2010
RL T 2 420 907
Revisado em 02 04 2017

Cheguei aos sessenta e não me entreguei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!