Rascunho versos. Neles, sentimentos.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

VENTOS DE VIVER




Naquelas curvas onde os sentimentos derrapam
equilibra-se a vida  na corda dos ventos ao acaso.
Surpresas bem ou não vindas,
decepções,
armadilhas...
Harmonizados os turbilhões emocionais,
imprevistos desconcertantes
ou gratificantes,
após diluídos e
depurados,
assentados na mochila do aprendizado.
As curvas do futuro serão amenizadas pelos
ventos de viver!

©rosangelaSgoldoni
23 11 2016
RL T 5 833 429

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!