Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

AMAZÔNIAS



Esvai-se o rio em húmicos da floresta,
majestade negra,
plenitude  de vida.
Borbulham pirarucus,
pirararas,  bicudas.
O boto cor de rosa
em prosas de socorro
ao encontro dos curiosos.
Ecoa o Solimões.
No encontro das águas,
claro, escuro em paralelas
na passarela das águas do mundo.
O Amazonas segue seu curso ao encontro das pororocas.

©rosangelaSgoldoni
17 09 2016

RL T 5 766 346

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!