Rascunho versos. Neles, sentimentos.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

SABOR DE SAUDADE



SABOR DE SAUDADE     


Foram-se mais doze meses.
Outros tantos se passaram!
Meu tempo anda cismado,
ri do ponteiro engraçado
a girar, girar, girar...
Gira no manuseio das fotos
tingidas pelo passado.
Há um sabor de saudade que incomoda!
Também me ponho a sorrir.
Chorar não faz sentido
afinal,
o tempo não se perdeu.
Mas confesso,
meu relógio interior fica assim,
combalido,
sempre que manuseio as fotos que se afastam de mim.

Que venham tantos doze quantos o Senhor o permitir!


©rosangelaSgoldoni
02 12 2014
RL T 5 057 938

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!