Rascunho versos. Neles, sentimentos.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

COMO E QUANDO






Vai, saudade!
Despacha-te breve,
faz minh’alma leve
de pesares e ausências.
Vai com pressa,
deixa-me a surpresa dos reencontros,
sem saber como e quando,
que sobreviva o porquê.
Leva contigo a tristeza,
deixa-me alguma leveza
e a inteireza de viver.
Vai, saudade!
Deixa-me aqui, sossegada,
até que alguma estrada
reinvente-se nas madrugadas insones.

09 11 2014
©rosangelaSgoldoni
RL T 5 030 538
Publicado no blog:
http://confrariadaleitura-pn.blogspot.com
Agradecida pela divulgação!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!