Rascunho versos. Neles, sentimentos.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

CIGARRA APRENDIZ





CIGARRA APRENDIZ

Um canto estridente sobressai em meio à mata:
percorre trilhas,
escorre por entre regatos
em concubinato com a natureza.
Sonoridade instigante,
destoante e improvável serenata:
cigarra em alvoroço
procura conforto no
cálice da paz desiderata.
A lua adianta-se claridade,
cometas pautam linhas no horizonte:
o canto suaviza-se na poesia
ali tracejada.
Parte reconfortada
[cigarra aprendiz]
rumo ao nada!

©rosangelaSgoldoni
SMM 12 02 2014

RL T 4 687 773

2 comentários:

Seu comentário será bem-vindo!