Rascunho versos. Neles, sentimentos.

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

TEMPO






Tempo

O tempo perde-se no tempo,
que se perde confuso
na minha cabeça.

O tempo encontra-se nas ruas,
transparece nas faces,
sem piedade.

O tempo torna-se concreto
ao manejar fotos
que a vida retrata.

O tempo não quero entendê-lo,
prefiro vivê-lo
de forma abstrata.

rosangelaSgoldoni
04.04.2009

RL T 2 421 190

Poesia publicada na Antologia Café com Verso.
2012 Editora Delicatta, SP 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!