Rascunho versos. Neles, sentimentos.

domingo, 15 de setembro de 2013

ALMA VIAGEIRA




Corpo ungido pelo sagrado,
em transe imaculado
redefine-se borboleta.
Entre flores (primavera).
descarte de pecados
(tentações corriqueiras).
Farta-se liberdade,
em busca de oportunidades
esta alma viageira.
Inédito desfecho:
ao despertar com um beijo
revelou-se feiticeira.
15 09 2013
©rosangelaSgoldoni
RL T 4 482 646
Publicado na Antologia Poetas Fazendo Artes em Búzios, vol. III 2014 Editora Somar


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!