Rascunho versos. Neles, sentimentos.

sábado, 8 de junho de 2013

O BANQUETE




O convidado entrou:
deu-se ao banquete.

Sem comprometimentos,
  apenas consentimentos
e agrados ao paladar.
Deixou vestígios na pele,
que,
de tão leves,
sequer ruborizaram.
Partiu assustado e refeito,
talvez um tanto sem jeito
frente a um coração insuspeito
que não se deixou tatuar:
(apenas agradeceu)
- Valeu!
Em voltar,
há que marcar assento,
pois coisas de envolvimento
mexem com sentimentos
que estão a dormitar.
Não se trata de um conto de fadas,
nem príncipes e adormecidas,
um portfólio de vida
que teima em se organizar.

©rosangelaSgoldoni
03 06 2013
RL T 4 331 639

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será bem-vindo!